Hospitais de Juazeiro e Petrolina deixam de atender pacientes por falta de pagamentos



Quem precisa dos serviços na área de saúde no Vale do São Francisco vem enfrentando grandes problemas, devido à falta de pagamento e repasse do Governo Federal para Pernambuco, os grandes hospitais da região estão deixando de fazer atendimento à população. Primeiro foi a Associação Petrolinense de Amparo à Maternidade e à Infância – Apami, que interrompeu as obras do Hospital Dom Tomás e suspendeu os atendimentos no Centro de Oncologia Dr. Muccini a novos pacientes. Eles alegaram que precisam ser solucionadas as dificuldades financeiras da instituição. Segundo informações, existe uma dívida pendente com a Apami  no valor de R$ 1,7 milhão, pelos serviços prestados a população.
Por falta de dinheiro, também o Hospital Imip Dom Malan suspendeu internamentos de obstetrícia, pediatria e atendimentos ambulatoriais a partir de hoje (15). A informação foi divulgada no final da tarde de ontem (14), pela Fundação Martiniano Fernandes (IMIP Hospitalar), responsável pela administração do Hospital Dom Malan, por meio de contrato de gestão firmado com o Governo de Pernambuco. Ainda de acordo com a direção do hospital durante este período só serão atendidos casos de urgência.
Em Juazeiro, a mesma situação, os médicos do Hospital Regional de Juazeiro decidiram iniciar hoje (15) uma paralisação de protesto por conta da falta de repasse da primeira parcela do 13º Salário e os vencimentos de novembro. Serão atendidos somente pacientes já internados e os que chegam dentro da classificação vermelha, ou seja, os casos de risco, trazidos pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – Samu.
De acordo com informações, o acúmulo de faturas não pagas chega a quase R$ 8 milhões do Hospital Regional, que seriam destinados ao pagamento de pessoal e custeio do serviço.

Compartilhe em seu

Postagens relacionadas

Indentifique-se e não seja vulgar!
Obrigado..