Motos são responsáveis por 75% dos acidentes de trânsito em Petrolina




Em Petrolina, no Sertão de Pernambuco, as motos são responsáveis por 75% dos acidentes de trânsito, de acordo com a Gerência Regional de Saúde. Neste ano, já foram registrados 3.953 acidentes envolvendo motociclistas. Esse número é 1.520 a mais, se comparado com o mesmo período do ano passado, que chegou a 2.433 acidentes.
Antônio Pereira Trindade está andando de muletas e teve que colocar platina e oito parafusos na perna. O ex-garçom, que agora está desempregado, sofreu um acidente de moto em setembro deste ano, provocado por um outro motociclista. “Quando eu desci para dar acesso em casa, ele cortou a minha frente e eu acabei batendo na traseira dele. Quando eu dei conta por mim, eu já estava caído debaixo de um caminhão”.
A situação é considerada grave. De acordo com a Gerência Regional de Saúde de Petrolina, o gasto com vítimas de acidentes de motos é superior ao dos pacientes em tratamento contra o câncer. “Os custos com acidentados são impactantes para o serviço de saúde, porque ele é um paciente de longa permanência. Além do custo com a morbidade, ou seja, o adoecimento, o tempo que aquele paciente fica ocupando o leito quando não está desenvolvendo suas atividades relacionadas ao trabalho e atividades econômicas”, explica a gerente regional de saúde, Aline Silva Jerônimo.
A pesar dos números alarmantes, o segundo semestre deste ano foi melhor do que o primeiro. Houve uma redução de 30% no número de acidentes e mortes de motociclistas na cidade. O capitão da Polícia Militar, Costa Brito, revela que a queda é resultado da operação Lei Seca que está sendo realizada com frequência em Petrolina. “Com a nossa presença aqui, há uma redução grande nos acidentes. A orientação é prudência, é tirar habilitação, o não uso do álcool e a utilização dos equipamentos obrigatórios”.

Compartilhe em seu

Postagens relacionadas

Indentifique-se e não seja vulgar!
Obrigado..