Projeto dos Precatórios da educação não entra em pauta, mas vereadores aprovam aumento de salários de Prefeito, Vice e Secretários


Profissionais da educação de Petrolina, no Sertão de Pernambuco, lotaram o plenário da Câmara de vereadores, Casa Plínio Amorim, na sessão desta terça-feira (27), na expectativa de que o Projeto de Lei N° 028/16 que versa sobre os precatórios do Fundef entrasse na pauta da Casa. Mas a pauta caiu.
Os profissionais estiveram reunidos na Sala de Comissões da Câmara, com a presença da vereadora Cristina Costa (PT), esta ressaltou que procurou o executivo municipal e em acordo com os profissionais farão uma reunião com o prefeito Miguel Coelho (PSB) para as novas adequações da verba dos precatórios da Educação, previsto para o mês de janeiro de 2017.
– Os educadores não concordam com a destinação de 40% da verba dos precatórios para o Programa Nova Semente e esse termo terá que ser mudado, explicou a vereadora Cristina Costa, que esteve reunida com os profissionais da Educação  e não participou da votação dos Projetos na Câmara, nesta terça.
De acordo com o presidente da Câmara, o vereador Osório Siqueira (PSB), o Projeto dos Precatórios não foi discutido na última sessão do ano, porque chegou a Casa na sexta-feira (20) e o prazo final para ser analisado pelos vereadores era dia (15/12).
Em contra partida, nas engenharias de bastidores, os parlamentares presentes no plenário petrolinense aprovaram um Projeto especial de Resolução da Mesa Diretora que concedeu aumento de salários para o Executivo e cargos comissionados. A partir de 2017, o Prefeito de Petrolina receberá o salário de R$ 18 mil, a Vice – Prefeita, R$ 14 mil, e os Secretários municipais receberão por mês R$ 12 mil.
Blog do Banana

Compartilhe em seu

Postagens relacionadas

Indentifique-se e não seja vulgar!
Obrigado..