Um dos acusados de matar Bruna e Taiane inocenta “cúmplice”


O Blog obteve, com exclusividade, a informação de que um dos suspeitos apontados pela morte brutal das jovens Bruna de Souza Torres e Taiane de Souza Rocha, de 19 anos, ocorrida no início de setembro deste ano em Petrolina, inocentou seu suposto “cúmplice”.
De acordo com uma fonte, Lucas Conceição Santos, 38, afirmou que foi obrigado a dizer o nome da segunda pessoa que estava no local do crime, no Distrito Industrial, zona oeste da cidade. “Exames de DNA mostraram que o segundo envolvido não é Lindolfo”, garante essa fonte, referindo-se a Lindolfo Nunes da Silva, 40, apontado como comparsa de Lucas.
Ao contrário do que divulgou este Blog, Lindolfo não havia confessado em nenhum momento o crime. Lucas teria inclusive pedido perdão a Lindolfo por tê-lo envolvido no assassinato das garotas e admitiu ter feito tudo sozinho, sob efeito de drogas.
Ainda conforme a fonte, não há nenhuma prova no inquérito contra Lindolfo, “apenas a confissão de Lucas, que alegou que teve de apontar alguém como comparsa. Como Lindolfo é usuário (de drogas) e de desordeiro, foi o escolhido. O povo se mostra revoltado contra ele, sem que haja qualquer evidência contra ele”, finaliza a fonte.

Compartilhe em seu

Postagens relacionadas

Indentifique-se e não seja vulgar!
Obrigado..