Bairros de Petrolina sofrem há seis dias sem água


Moradores contratando vendedores de água para ter o que consumir. Os valores variam em média entre 8,00 a R$ 16,00, quando se paga para ter o serviço oferecido pela Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa). Essa situação vem sendo vivenciada há seis nos bairros São Joaquim e Terras do Sul, zona norte de Petrolina. A revolta tem tomado conta da população.
Segundo eles, em bairros como Centro, Areia Branca, Vila Eduardo e São Jorge raramente se sabe notícia de falta d’água. A comunidade faz um apelo ou à Compesa ou à prefeitura para que tome providências. Eles não querem continuar sem água, quando pagam para ter.

Compartilhe em seu

Postagens relacionadas

Indentifique-se e não seja vulgar!
Obrigado..