Ex-Trabalhadores da Mendes Junior ocupam sede do Ministério da Integração em Salgueiro para cobrar direitos trabalhista


Continua hoje (09) com um número maior de pessoas o protesto iniciado na manhã desta quinta-feira (05), organizado pelos trabalhadores que foram demitidos da construtora Mendes Jr. Os quais ocupam a sede administrativa do Ministério da Integração Nacional, em Salgueiro, responsável pelas obras do Projeto de Integração do Rio São Francisco na região.
A referida empresa, envolvida na Operação Lava Jato, entregou os trechos e demitiu todos os empregados por não conseguir obter créditos nas instituições financeiras.
Segundo a leitora Elaine Rodrigues; "Os ex-trabalhadores da empresa Mendes Júnior foram demitidos e ainda não receberam suas rescisões completas, receberam apenas 36% e estão prestes a receber 9%. Mas eles querem receber todos os seus direitos como previsto nas leis trabalhistas. Por isso estão desde da ultima quinta-feira passando dia e noite, no prédio do MI em Salgueiro, e só irão sair quando o problema for resolvido".

Os trabalhadores reivindicam seus direitos trabalhistas ainda não recebidos desde o ano passado, a exemplo da multa rescisória, entre outros problemas. Por conta disso, muitos pais de família estão sem condições de alimentar seus filhos e esposas.

Sobre o assunto o Ministério da Interpretação Nacional nos enviou uma nota:

Confira:
“Sobre o pagamento de ex-trabalhadores da empresa Mendes Júnior que atuavam no Projeto de Integração do Rio São Francisco, o Ministério da Integração Nacional esclarece:
Os funcionários que atuavam na execução das obras do Projeto São Francisco foram contratados diretamente pela Mendes Júnior, que é a única e exclusiva responsável pelos pagamentos de salários e direitos de cada trabalhador.
Mesmo sem possuir vínculo com os funcionários, o Ministério da Integração Nacional realizou, por caráter social, um depósito judicial no valor de R$ 11 milhões em novembro de 2016. A iniciativa possibilitou que a Justiça do Trabalho da 6ª Região – Vara Única do Trabalho de Salgueiro – (PE) repassasse o montante aos ex-funcionários da construtora Mendes Júnior Trading S.A, para quitar parte dos débitos trabalhistas. 
O valor depositado é referente a pagamentos que seriam feitos à empresa por serviços prestados na obra do Projeto São Francisco. Para assegurar os benefícios e rescisões contratuais dos ex-trabalhadores, o Ministério da Integração Nacional efetuou o depósito em conta judicial.
Atualmente, a equipe técnica do ministério está analisando outros possíveis créditos referentes a serviços executados pela empresa para verificar a viabilidade de um novo depósito em conta judicial que beneficiará esses trabalhadores. É importante destacar que por se tratar de recursos da União, esse é um processo que demanda tempo e tramitação legal. “

Ministério da Integração Nacional 

Compartilhe em seu

Postagens relacionadas

Indentifique-se e não seja vulgar!
Obrigado..