Família procura idoso desaparecido há quase um mês em Petrolina, PE


Elson Brazílio de 65 anos apresentava um quadro de desorientação. Ele residia há pouco tempo em Petrolina e era cuidado pelas irmãs.

Em Petrolina, no Sertão de Pernambuco, uma família está em busca de informações de um parente. Elson Brazílio de 65 anos apresentava um quadro de desorientação quando desapareceu há 28 dias da casa da família, que fica na Vila Eulália, na Zona Leste da cidade.

Segundo a família, o idoso residia há pouco tempo em Petrolina. Ele teve um acidente vascular cerebral (AVC) no início do mês passado e estava sendo cuidado pelas irmãs. Uma delas, Damiana Maria de Souza, estava com ele um pouco antes do desaparecimento. “Eu fui na pia na lavanderia lavar uns panos e quando eu cheguei aqui, ele tinha sumido. Encontraram ele na Rua do Joaquim André dizendo que ele tinha passado para os projetos, daí a gente não encontrou mais”, relata.

A família já distribuiu cartazes com a foto do idoso, e com telefones para contato, mas até agora não tiveram notícias. “Eu aguardo que ele apareça e venha para casa, doente ou morto, eu quero ter notícia dele, quero saber como eu meu irmão está”, ressalta a agricultora, Maria da conceição da Silva.

O Boletim de Ocorrência (B.O) do desaparecimento de Elson Bazílio foi registrado no dia 22 de dezembro na delegacia da Vila Mocó, que agora está funcionando no 5º Batalhão de Polícia Militar (5º BPM), na Vila Eduardo. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.

O delegado responsável pelas investigações, Daniel Moreira, explica o que se deve fazer em casos de desaparecimento de pessoas. “A recomendação que a gente passa é que a família procure imediatamente a polícia para registrar o Boletim de Ocorrência (B.O). Antigamente exigia-se o prazo de 24h para a ocorrência. Hoje ela tem que ser registrada imediatamente e o inquérito policial deve ser instaurado ao tomar conhecimento da deligência. Neste caso, a família demorou uma semana para registrar o desaparecimento. Isso prejudica até a diligência da polícia. É preciso que a polícia subsidie a polícia com dados da pessoa desaparecida, porque a  família tem conhecimento da rotina”.


Informações sobre a localização do idoso, a família pode ser informada através dos telefones (9) 8829-6490 ou 9 8837-3110.

Compartilhe em seu

Postagens relacionadas

Indentifique-se e não seja vulgar!
Obrigado..