Por conta de dificuldades financeiras, prefeitura não irá oferecer estrutura de palco e som nos bairros


Durante a coletiva de imprensa na manhã desta quarta-feira (15), no Centro de Convenções de Petrolina, Miguel Coelho afirmou que a prefeitura não tem condições de oferecer estrutura de palco, som e fechamento necessário para os três polos carnavalescos da cidade – Areia Branca, Cohab VI e Rio Corrente. Segundo o gestor municipal, com muito esforço o município está gastando R$ 300 mil e só polo 21 de Setembro-Centro já gasta mais de R$ 240 mil, fora isso, ainda tem contratação da ornamentação da cidade.
“Para realizar o carnaval nesses três polos a prefeitura teria que abrir mão de outras obrigações desse mês de janeiro. A proposta é que a prefeitura entre com atrações locais para esses polos e cada comunidade se organiza com seus empresários para poder viabilizar um palco, um som e poder fazer a alegria do momo.”, explica o prefeito.
Na ocasião o gestor mencionou que a prefeitura recebeu pedidos de patrocínio financeiro de blocos e de muitas organizações. “A partir desse ano, a prefeitura não vai dar nenhum patrocínio financeiro a qualquer bloco ou qualquer polo que seja, a gente entra com show das atrações que podemos contratar, pedimos a compreensão de todos, estamos adotando medidas que já são adotadas por outras cidades e por orientação do Tribunal de Contas.”, ressaltou Miguel.

Compartilhe em seu

Postagens relacionadas

Indentifique-se e não seja vulgar!
Obrigado..