Matadouro de Rajada, uma das heranças malditas deixadas pela antiga gestão


O consumidor petrolinense pode estar comendo carne de ovinos ou caprinos abatidos de forma clandestina. Pelo menos 90% desse tipo de produto comercializado no município vem de origem irregular desde o fechamento do Matadouro Público na gestão passada.
Mas porque isso acontece se existe um equipamento pronto para o abate de animais construído no Distrito de Rajada? A obra mais parece um elefante branco, onde o uso do dinheiro público não foi justificado até agora.
Nesta segunda-feira (06), a Vereadora Cristina Costa visitou o matadouro, que funcionou pelo período de uma semana. Máquinas estão abandonadas no prédio novo, com boa estrutura, que deveria ser usado para o fim de servir a população de Petrolina que precisa de uma carne de procedência, mas continua fechado.
Gabinete Cristina Costa,
Vereadora PT.

Compartilhe em seu

Postagens relacionadas

Indentifique-se e não seja vulgar!
Obrigado..