Retrato falado não parece com homem das imagens divulgadas pela polícia e delegada explica


A foto do retrato falado divulgado há mais de um ano pela polícia não parece com as novas imagens apresentadas durante coletiva de imprensa realizada nesta quarta-feira (15) sobre o Caso Beatriz.
As imagens foram melhoradas e diante da qualidade e aproximação do rosto do possível assassino da garota, a delegada responsável pelo caso Gleide Ângelo, explica os motivos da diferença entre os registros das câmeras que apontam o suspeito circulando pelo Colégio Auxiliadora e o retrato falado.
“Desde o início do caso haviam testemunhas que viram uma pessoa no bebedouro. Esse retrato falado é subjetivo, cada um pode fazer um retrato de uma pessoa diferente, porque são impressões. Olhamos o percurso que o suspeito fez e essas imagens foram analisadas por um instituto sério e digo com precisão: essas imagens são do homem que matou Beatriz. Estou afirmando isso com convicção porque ele não guarda aparência nenhuma com o retrato falado. Nós chamamos a mesma testemunha que caracterizou o retrato, misturamos outras imagens, pois os peritos fizeram isso, e a pessoa disse que era ele”, relata a delegada.

Compartilhe em seu

Postagens relacionadas

Indentifique-se e não seja vulgar!
Obrigado..