Marido mata estuprador de sua esposa e manda o corpo até delegacia


Quando o marido da vítima soube do caso, que ocorreu sábado na área rural de Buritis/Ro, ele caçou o homem e o matou a tiros.
Conforme consta no boletim de ocorrência, a vítima teria ido à Buritis para se reunir com os familiares. Ela foi abordada enquanto trafegava na Linha C-14. Na posse de uma arma de fogo o homem a parou e a estuprou e ainda levou sua calcinha como uma espécie de “recompensa”.
Após saber do ocorrido, o marido que estava em outra cidade, foi até Buritis e com a ajuda da esposa e o cunhado passaram a procurar pela homem na localidade onde acorreu o estupro. Os três foram até uma residência na região e questionaram onde o homem residia, com a desculpa de que queriam comprar uma motocicleta com ele. Com a informação, os três foram até o local onde o homem morava, mas ele não estava. Horas depois, eles encontraram o homem caminhando na vicinal, próximo ao distrito de Vila União e entraram em luta corporal. O marido e o cunhado conseguiram amarrar o estuprador, colocaram na carroceria do veículo e o levaram até a residência onde morava.
Ao chegarem no local, vasculharam tudo, até encontrarem a calcinha da vítima enterrada ao lado da casa. Nesse momento, o acusado, Ezequias Rodrigues de 36 anos, tentou fugir, mas foi alvejado por 4 disparos de arma de fogo. Em seguida, o marido pediu que a mulher dirigisse o automóvel com o corpo na carroceria até a delegacia e informasse sobre a morte do homem. Dentro do veículo os policiais encontraram uma garrucha calibre 44. A mulher e o irmão estão detidos na delegacia para prestar maiores esclarecimentos. O marido, autor dos disparos, ainda não foi encontrado.
Via jornaldopais.com.br

Compartilhe em seu

Postagens relacionadas

3 De sua opinião, participe!

De sua opinião, participe!
Anônimo
25 de abril de 2017 22:11 delete

Liberem essa mulher ela foi vítima......

Reply
avatar
Anônimo
27 de abril de 2017 06:13 delete

Estou pasmo, como alguém pode escrever uma matéria dessa maneira. Colocou "educadamente" o ESTUPRADOR! como vítima, e a mulher como uma nada. Que lixo de notícia mais sem prestígio. Por fim deixa no ar que o marido, aquele que teve a mulher ESTUPRADA! é um fugitivo e a mulher com seu irmão tem que serem detidos e se isso tivesse mesmo acontecido teria sido mais fantasiosa ainda essa notícia. Põe-se no lugar do marido, da mulher, você não gostaria que um momento tão sério como esse fosse contado tão invertidamente.

Reply
avatar
Bene
27 de abril de 2017 13:31 delete

Essa história é meio fantasiosa, pois muito rapidamente, o homem encontrou o Meliante, parece até ser uma notícia não verídica. Mas assim sendo,o homem agiu certo, é assim que tem que ser feito. Olho por olho, dente por dente.ja que as leis no nosso país é fraca.

Reply
avatar

Indentifique-se e não seja vulgar!
Obrigado..