Adalberto Cavalcanti poderá receber da TV Grande Rio R$ 2 milhões, por erros no Guia eleitoral




Fontes próximas ao deputado federal Adalberto Cavalcanti (PTB), informam que o processo movido pelo parlamentar, contra a emissora de televisão filiada a Rede Globo – TV Grande Rio de Petrolina, no Sertão de Pernambuco, que durante as eleições municipais de 2016, deixou de inserir no guia eleitoral cerca de 360 inserções do candidato a prefeito petebista. Na época Cavalcanti liderava as pesquisas de intenções de votos.

Segundo Adalberto, a emissora terá que pagar uma indenização de 2 milhões a ele pelo erro cometido.

De acordo com a emissora, a falha das inserções ocorreu devido a um deslize, “de um colaborador responsável por inserir os intervalos, o funcionário da TV cometeu o lapso de deixar algumas das propagandas eleitorais sem a devida inserção na grade de programação da emissora, mas assim que a coligação PRA FRENTE PETROLINA entrou em contato com a emissora para alertar do ocorrido, o departamento de OPEC (Operações Comerciais) identificou a falha e o departamento jurídico da emissora junto com o jurídico da coligação, realizaram um acordo para a compensação das inserções que falharam”, disse a TV Grande Rio em nota.

Até o final desta reportagem não conseguimos uma resposta da referida emissora sobre o processo movido pelo deputado. Caso a sentença seja favorável a Adalberto, os candidatos Odacy Amorim (PT), Ednaldo Lima (PMDB) e Maria Perpétua (PSOL) que também foram prejudicados pela falha da TV poderão ser beneficiados na ação indenizatória.

 Fonte Blog do Banana

Compartilhe em seu

Postagens relacionadas

Indentifique-se e não seja vulgar!
Obrigado..