Artistas pró-Aécio dão justificativas, apagam fotos e pedem desculpas


Nas redes sociais eles foram cobrados pelos seus seguidores
Além do humorista Marcelo Madureira, outros nomes conhecidos do entretenimento e do esporte no Brasil foram forçados a se posicionar sobre os crimes cometidos pelo senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG).
Marcio Garcia, que apresenta um programa na TV Globo, lamentou a situação do país, afirmou que se sente enganado e clamou por justiça em postagem no Instagram.
“Fomos todos enganados, iludidos por falsos discursos, apertos de ‘mãos grandes’, promessas vazias. A única coisa que nos resta é clamar por Justiça. Que ela faça sua parte e prenda todos os corruptos deste país. Sem exceção”, escreveu.
O ator Marcelo Serrado, que apoiou Aécio e protestou publicamente contra o governo Dilma, afirmou: “Não me arrependo de forma alguma de ter ido para as ruas pedir o impeachment da Dilma. Não me iludo achando que o problema era ela. Não sou a favor do Temer, mas sim a favor das diretas já”.
O cantor Latino, por sua vez, preferiu não atacar Aécio e tentou elaborar uma espécie de justificativa pela bomba que explodiu no colo do tucano.
“Aécio é meu amigo pessoal! Se ele errou, terá que pagar . Vivemos num país de hipocrisia, muitos sonegam, quem nunca levou vantagem de alguma coisa? Sou contra a corrupção e torço pra um país melhor, porém não posso julgar quem ainda não teve direito de resposta”, disse o cantor.
A atriz Susana Vieira se limitou a dizer que “o Brasil foi saqueado de tudo que é lado. Não há inocentes até o momento ou até que se prove o contrário”.
Para a atriz Irene Ravache, “os meio não justificam o fim. Não é porque nossa economia está começando a crescer que temos que acobertar. Acho que esse é um momento que não podemos deixar, é um momento de cobrança, de pressão”
O ex-ator pornô Alexandre Frota disse que “não suporta mais essa pilantragem, esse assalto que fizeram aos cofres públicos. Preteriram os brasileiros. Políticos vagabundos, charlatões. Não importa o partido, não importa o político. Tem que ir preso”.
Apagaram imagens
Embora não tenha publicado nenhum texto, Luciano Huck, amigo de longa data do senador, cometeu um gesto simbólico: apagou as imagens ao lado de Aécio Neves em suas redes sociais.
Quem seguiu o mesmo caminho foi o futebolista mais famoso do Brasil na atualidade: Neymar Jr. O garoto, que gravou um vídeo de apoio à Aécio nas eleições de 2014, deletou todas as fotos que tinha com o tucano.
Não se posicionaram
A cantora Wanessa Camargo, o cantor Zezé di Camargo e o ex-atleta Oscar Schmidt gravaram um vídeo de apoio a candidatura de Aécio em 2014 e agora foram questionados se continuam no lado do político.
“Vai postar foto com o Aécio Neves não?”, perguntou uma internauta para o ex-jogador. Outro ironizou Wanessa: “Não vai cantar hj pro Aécio Wã?? Vai lá consolar seu amiguinho!”.
Eles não se manifestaram.
O ex-jogador e empresário Ronaldo, que usou uma camisa com a inscrição “A culpa não foi minha. Votei no Aécio”, durante os movimentos contra a presidente afastada Dilma Rousseff (PT), também foi alvo de críticas no seu perfil no Instagram.
“E aí Ronaldão, continua não tendo culpa?”, “Ronaldo é vc quem vai pagar nosso pato agora? Vamos falar sobre o #aecioneves?” e “Ei e agora a culpa é de quem mesmo?”, questionam os internautas.
Até o momento, diferente de Huck e Neymar, Ronaldo mantém as fotos ao lado de Aécio em suas redes sociais.
Via juntopelobrasil.com

Compartilhe em seu

Postagens relacionadas

Indentifique-se e não seja vulgar!
Obrigado..