Menino abandonado pelo pai após acidente de carro em Petrolina só deixará Conselho Tutelar com autorização judicial


Em contato com este Blog, o representante do Conselho Tutelar de Petrolina, Francisco Neto, confirmou que o homem que deixou o filho de dois anos dentro do carro, após um acidente ocorrido na BR-428, no dia de ontem (4), responderá por abandono de incapaz. De acordo com o Artigo 133 do Código Penal, a punição para este tipo de crime é de seis meses a três anos de detenção.
Francisco informou ainda que o menino foi acolhido para a sede do Conselho Tutelar, localizada à Rua das Laranjeiras n°67, Centro da cidade, e de lá só sairá com autorização do juiz da Vara da Infância e Juventude, Marcos Bacelar. O acolhimento da criança foi feito pelo conselheiro Hiago Macedo.

Compartilhe em seu

Postagens relacionadas

Indentifique-se e não seja vulgar!
Obrigado..