Estudantes sem fardamento estariam impedidos de entrar em escola estadual de Petrolina e mãe relata regra “humilhante”


A mãe de uma aluna da Escola de Referência em Ensino Médio Clementino Coelho (EREMCC), no Bairro Jardim Maravilha, zona oeste de Petrolina, procurou este Blog para questionar um fato que estaria acontecendo na unidade de ensino. Segundo ela, que não quis se identificar, os estudantes sem fardamento completo estariam impedidos de assistir às aulas.
A mulher também disse que, caso a escola autorize a entrada do aluno, mediante reunião com os pais do mesmo, ele é obrigado a usar uma espécie de crachá no pescoço com a frase “Sem fardamento completo – Autorizado”. A mãe classifica o fato como “humilhação” e diz que muitos alunos não têm dinheiro para comprar o uniforme, que é caro.
Ela ainda alega que a escola estaria exigindo R$ 2 dos alunos para tirar xerox de provas. De acordo com ela, essas cópias custam, no máximo, R$ 0,15. Sobre os questionamentos apresentados, o Blog tentou contato telefônico com a escola por várias vezes no dia de ontem (1º), mas não obteve êxito. No entanto, o espaço continua reservado para algum esclarecimento. (foto/divulgação)

Compartilhe em seu

Postagens relacionadas

Indentifique-se e não seja vulgar!
Obrigado..