Prefeitura de Petrolina aumenta proposta de reajuste salarial e servidores aceitam em assembleia


Em assembleia realizada nessa quinta-feira (13), os servidores aprovaram, em regime de votação, com apenas dois votos contra e duas abstenções, a proposta do reajuste salarial apresentada pela Prefeitura de Petrolina.
A proposta inicial da prefeitura, levando em consideração que esses servidores foram penalizados nos anos anteriores, seria de um reajuste de 5%, em cima do salário base, custeado com recursos próprios, contemplando também neste patamar os servidores das demais secretarias.
Após várias rodadas de negociações, o prefeito Miguel Coelho autorizou, mesmo em um cenário de dificuldade econômica, que fosse atendida a solicitação da classe, alterando o reajuste para 6.29%, a ser implantado na folha do mês corrente das categorias de leis especificas dos servidores.  
Mesmo diante de um quadro de dificuldade financeira e ausência de repasses dos programas federais para a viabilidade do aumento salarial dessas categorias, a gestão municipal resolveu assumir os custos do reajuste, a fim de que todos os servidores fossem contemplados.
Os médicos do município não aceitaram a proposta do reajuste salarial. A prefeitura está aberta ao diálogo para resolver esse impasse e não prejudicar os serviços oferecidos a população. 


Compartilhe em seu

Postagens relacionadas

Indentifique-se e não seja vulgar!
Obrigado..