Usuário de transporte público denuncia sucateamento dos ônibus em Petrolina



O Blog Petrolina em Destaque recebeu recentemente dezenas de reclamações e fotos de passageiros contra as empresas que prestam o serviço de transporte coletivo público municipal nos bairros de Petrolina.
De acordo com as reclamações, a situação passou do limite e chegou a um estado de“calamidade pública”.
Os problemas são vários e atingem praticamente todos os veículos em relação ao mau estado de conservação, além de frequentes atrasos no cumprimento dos horários que chegam até 1h30 de espera nos pontos de ônibus em alguns casos. Segundo as denúncias de passageiros, o caso está tão sério, que o atraso ficou literalmente “para trás” e passou para a falta de ônibus em alguns momentos para alguns bairros, devido a quantidade de veículos quebrados.
Hoje 17 de Julho de 2017, a pagina do Petrolina em Destaque no Facebook, recebeu uma denuncia através de mensagem do leitor Max Andrey De Souza Costa.
"Gostaria de mostrar a minha indignação com o transporte público da cidade. Como eu disse não é a primeira vez que venho entrar em contato com o blog para mostrar uma instalação minha, mas que incomoda a todos aqueles que dependem do transporte público. Nessa noite, pude presenciar mais descaso  e sucateamento dos ônibus de Petrolina. O ônibus que faz linha para o São Gonçalo muitas vezes vem em superlotação, é pior ainda notar que o absurdo da passagem que pagamos não resolvem os problemas ( Valor da Passagem 3,50). Gostaria de chamar atenção das autoridades, porque isso demonstra uma grande falta de respeito com a população. Além disso, temos sim o direito de exigir melhorias, pois não é atoa que temos uma das passagens mais caras do País, ficando atrás de grandes capitais como São Paulo, Rio de Janeiro, e até mesmo Recife. Antes de tudo penso que todos merecem ser tratados bem, porque todo mês pagamos impostos elevados. O IPTU parece que pouca diferença faz, ou melhor, parece mais uma maneira de arrecadar fundos sem o compromisso com a comunidade Petrolinense. E ai, vamos continuar nessa vida até quando?' questiona o leitor. 

Compartilhe em seu

Postagens relacionadas

Indentifique-se e não seja vulgar!
Obrigado..