“Abandono” em bairros de Petrolina, gera revolta em comunitário


Chateado com o cenário “de abandono” dos Bairros Portal da Cidade e Jardim Imperial, na zona oeste de Petrolina, o comunitário Lairton Augusto Araújo – que reside no Portal – já não sabe a quem recorrer para mudar essa realidade. Ele conta que os dois bairros nunca receberam a devida atenção do Poder Público, até hoje, e espera dias melhores.
Confiram:
Para quem não conhece, os presentes bairros são limítrofes, estão localizados na sede urbana do Município de Petrolina – apenas 2 minutos do Aeroporto (por trás da ‘Compare’, bairro do antigo Restaurante “FramboPeixe”).
Essa região toda passou vários anos esquecida pelas Gestões Municipais que, apesar de não se tratar de um bairro tão novo, inexiste qualquer espaço público. Não se vê, minimamente, a ação do Poder Público Municipal, seja por implementação de Praça, Espaços Públicos, Escola, Creche, Posto de saúde, Quadra de Esportes, pavimentação, Clube de Bairro…enfim, o que seja.
Além disso, nossas ruas não são identificadas, tampouco pavimentadas (nenhuma do bairro). Possuímos uma iluminação pública deficiente, bem como um serviço postal ineficaz.
Como se tudo isso não fosse suficiente, passamos a ser vítimas de furtos em nossas residências e assaltos em plena luz do dia (observamos aumento destas práticas na região), de modo que nos encontramos aprisionados dentro das nossas residências.
E agora, para nossa (infeliz) surpresa, estamos convivendo com falta d’água há vários dias (pra não dizer semanas). Ora, apesar de sermos abastecidos pela ETA Vitória – uma das mais modernas do Estado, segundo a propaganda, vivenciamos esse ‘perrengue’. São famílias inteiras, com crianças pequenas, com idosos, entre outras, que necessitam de abastecimento de forma regular.
Segundo informações de prepostos da própria Compesa, foram utilizados canos de pouca espessura, quando realizado a implementação da rede no bairro (haviam poucas casas nas ruas).
Ocorre que o bairro cresceu e o sistema de abastecimento instalado não mais atende a demanda, pois a água, quando chega, é de madrugada e sem força, inclusive pra encher as caixas de água.
Assim, apesar de ser difícil narrar o presente cenário de adversidades, cumpre-nos fazê-los, na busca incessante por melhorias, rogando para que elas ocorram.
Confiantes no atendimento dos nosso pleito de divulgação, para fortalecer nossa voz junto aos órgãos responsáveis (já promovemos a entrega de ofícios junto aos Correios, Prefeitura – na secretaria de infraestrutura, Polícia Militar, Compesa, entre outros), apresentam-se votos de elevada estima, consideração e respeito.
Lairton Augusto Araújo/Comunitário

Compartilhe em seu

Postagens relacionadas

Indentifique-se e não seja vulgar!
Obrigado..