Após morte de bebê, avó afirma que vai processar HDM/IMIP de Petrolina



Na manhã desta quinta-feira (10), Maria de Fátima Milhomes, mãe da paciente Shislane Milhomens Cavalcante, que perdeu um bebê durante o parto realizado na manhã desta quarta-feira (09) no Hospital Dom Malan/IMIP de Petrolina, declarou em entrevista ao Programa Edenevaldo Alves que vai processar a unidade hospitalar por negligência médica.

Avó relata que ainda não visitou sua filha e seu neto que sobreviveu ao parto. O sepultado do bebê morto no parto ocorreu na tarde de ontem. “Meu neto estava preto. Eu não aguentei, passei mal e precisei ir no hospital. Hoje, eu soube que meu outro neto está bem, minha filha está se recuperando e está com acompanhante. Mas não vou deixar o caso cair no esquecimento, pois são muitas mulheres que sofrem lá.”, comentou Milhomes.

CASO

Shislane Milhomens Cavalcante estava grávida de gêmeos e deu entrada no HDM/IMIP por volta de 8h de sábado (05) para que fosse realizado o parto cesárea, mas de acordo com a mãe da paciente, ela não teve o atendimento adequado e uma das crianças veio a óbito na manhã desta quarta-feira (09).

Durante a terça-feira (08), o médico chegou a dar alta a paciente que estava com 7cm de dilatação, mas ela não conseguiu retornar a sua residência devido as intensas dores. Depois disso, nenhum outro profissional quis examinar a paciente. Só por volta das 3h, foi suspensa a alta dada a paciente que estava com muita contração e dores, chegando a se urinar.

Ainda de acordo com a avó dos bebês, Maria de Fátima Milhomes, uma enfermeira aplicou uma medicação e Shislane que entrou em sono profundo, passando da hora do parto ao ponto de umas das crianças defecar em sua barriga.

Blog Edenevaldo Alves 

Compartilhe em seu

Postagens relacionadas

Indentifique-se e não seja vulgar!
Obrigado..