Direção da Agrovale presta queixa-crime na Polícia Civil por conta de incêndio em canavial


A direção da Agrovale prestou queixa na Polícia Civil (PC) de Juazeiro (BA) por conta do incêndio que atingiu um canavial da empresa no último sábado (29/07). Em nota, a empresa ressalta que todas as queimadas são realizadas sempre em conformidade à legislação ambiental, cuja eficiência decorre de efetivos monitoramentos durante todo o processo de queima da palha. “Dessa forma, descartamos a possibilidade de que tenha sido provocado por chamas decorrentes de uma queima realizada na noite anterior“, destacou a direção.
Acompanhem a nota, na íntegra:
A Agroindústrias do Vale do São Francisco S/A – AGrovale tem, desde a sua fundação, atuado como uma empresa socialmente responsável pelo desenvolvimento da região, onde todos os novos projetos de investimentos estão sempre em perfeito atendimento às práticas legais que regem nossos processos.  
Sob essa concepção, em relação ao sinistro em um dos canaviais da empresa, temos a esclarecer que todas as queimadas são realizadas, sempre, em conformidade à legislação ambiental, cuja eficiência decorre de efetivos monitoramentos durante todo o processo de queima da palha. Dessa forma, descartamos a possibilidade de que tenha sido provocado por chamas decorrentes de uma queima realizada na noite anterior. 
A Agrovale, na mesma tarde do ocorrido, registrou um Boletim de Ocorrência na 1ª DT – Delegacia de Polícia Territorial de Juazeiro, para que as causas sejam oficialmente apuradas. Paralelamente, estamos internamente promovendo uma investigação profunda e detalhada do ocorrido.
Lamentamos o incômodo causado à população de Juazeiro e Petrolina, cuja parceria tem contribuído com o desenvolvimento socioeconômico da região, numa contrapartida que beneficia a todos.
 Blog do Carlos Britto 

Compartilhe em seu

Postagens relacionadas

Indentifique-se e não seja vulgar!
Obrigado..