Descaso e abandono: Postos de saúde de Petrolina falta até vacinas e siringas


O ouvinte Henrique Valter da Silva durante a sua participação na manhã de hoje (05) no Programa Nossa Voz/Grande Rio FM fez uma grave denúncia com relação à área de saúde de Petrolina. Ele disse que foi vacinar a sua filha no posto de Saúde do bairro Vila Eduardo e está faltando vacina pentavalente e a rotavírus.
“Fiquei indignado com esta situação, e a enfermeira me disse que eu tinha toda razão e que não iria aplicar as outras vacinas na minha filha porque o posto não tinha seringas. Fui em outros postos de saúde ver se tinha a vacina mais a falta é geral, fui obrigado a procurar uma clinica particular e o valor da vacina rotavírus custou R$ 200,00 e a pentavalente R$ 300,00, tem muita gente que não tem condições de gastar R$ 500,00 com vacinas, e mesmo que eu quisesse dar a vacina na clinica particular não podia por conta que os laboratórios são diferentes”, denunciou.
Ele ainda fez comparações sobre as prioridades que a administração municipal Miguel Coelho (PSB) tem dado à população. “Vejo um desperdício grande em construção de praças, enquanto isso os postos de saúde estão deixando a desejar, estamos sem as vacinas e nem perspectiva de chegar. Gostaria de chamar a atenção do prefeito Miguel Coelho”, disse.
Município tira o corpo de banda, e acusa o governo Paulo Câmara pelo descaso
Em nota, a Secretária de Saúde retirou a responsabilidade de suas costas, passando a acusar o Governo do Estado pelo grave problema. “Devido à falta de repasse suficiente da Secretaria de Saúde do Estado de Pernambuco algumas Unidades Básicas de Saúde do município estiveram um desabastecimento temporários de seringas e o órgão esclarece que a quantidade recebida pelo município nos meses de junho e julho foi insuficiente para atender toda demanda. No mês passado foi realizada uma compra emergencial de 7 mil seringas, devido à falta total pelo repasse do estado neste mês de agosto foi realizado mais uma compra emergencial de um quantitativo e um novo processo de compra já foi iniciada para que a população não fique desabastecida”.
Com informações de Neya Gonçalves/Nossa Voz FM

Compartilhe em seu

Postagens relacionadas

Indentifique-se e não seja vulgar!
Obrigado..