Estudantes de escola estadual de Petrolina relatam angústia após passeio frustrado na zona rural de Sobradinho


Cerca de 50 estudantes da Escola Otacílio Nunes De Souza, em Petrolina, usaram as redes sociais para desabafar, após um passeio frustrado que fizeram ao município de Sobradinho, no norte da Bahia. A visita à Terra da Barragem ocorreu ontem (31/08). Eles tinham como destino o Sítio São Gonçalo, onde o grupo conheceria as pinturas rupestres existem na localidade. Mas um problema no ônibus que fazia o transporte dos estudantes acabou com a alegria de todos. Numa carta de repúdio enviada a este Blog eles dizem que se sentiram “humilhados” por terem sido “esquecidos” no local por quase oito horas.
Acompanhe:
Indignação, ódio, raiva, angústia, dor, sofrimento, tristeza. É tudo isso que nós do 3º C e 3º E da escola Otacílio Nunes de Souza estamos sentindo. Viemos em um ”passeio” da escola, vieram três ônibus, e Justo o nosso atolou, os outros dois foram embora, ficaram cientes da nossa situação e não moveram uma palha para ajudar. Estamos sentindo uma grande raiva, por toda a falta de profissionalismo, compaixão e de humanidade das pessoas que nos deixaram para trás, sim! Isso mesmo que todos vocês estão lendo, PARA TRÁS!
Nos deixaram em um lugar no meio do nada, aonde não conhecemos, aonde existia mato e areia, de um lado ao outro, e nossa sorte foram algumas pessoas que Deus nos enviou. Nós fomos humilhados como nunca fomos na vida, passamos por uma situação horrível, e constrangedora, alunos de 16, 17 anos, e duas professoras, e um motorista que sofreu junto com a gente.
Choramos, fizemos correntes de orações, tivemos fé, fomos unidos, passamos 7 horas esperando socorro, correndo atras de uma solução, em um lugar que não havia sinal, o sol rachando, ficamos de 13:00 hora até as 20:00 da noite, no meio do mato literalmente, fomos guerreiros, ficamos todos juntos, ninguém abandonou ninguém.
Na hora de vir embora, tivemos que andar 5 km, para chegar até uma pista, em uma estrada de areia, todos cansados pelo dia, começamos a caminhada 19:00 da noite, tudo escuro, com um anjo (um cara com um trator que tinha uma luz e veio nos guiando), e essa foi a pior experiência das nossas vidas até agora, e isso será inesquecível, graças a falta de Profissionalismo e amor ao próximo da empresa ”Cabral Turismo”, e de alguns responsáveis por nós da escola Otacílio Nunes de Souza.
Obrigada por essa experiência constrangedora, não vamos nos calar, não vamos ficar quietos, vamos protestar pacificamente do nosso jeito, não somos bichos, muito menos irracionais, vamos mostrar que temos racionalidade, e não vamos nos calar.
PS: O Blog deixa os espaço reservado para os responsáveis se pronunciar. (fotos/divulgação)

Compartilhe em seu

Postagens relacionadas

Indentifique-se e não seja vulgar!
Obrigado..