Prefeitura de Petrolina não concede direito a passe livre para deficiências metal e intelectual


A presidente da Associação Loucura de Nós, do CAPS 2, Patrícia Moreira,  (que defende os direitos  deficientes mentais), no bairro Caminho do Sol, região de Areia Branca em Petrolina, esteve no começo da tarde desta terça-feira (26) na sala de imprensa da Câmara Municipal, oportunidade na qual falou sobre a realidade do retorno do passe livre para àquela classe, prometida pelo governo do Novo Tempo.


De acordo com Patrícia, o decreto sancionado pelo prefeito Miguel Coelho (PSB), não concedeu o direito do passe livre para pessoas com deficiências metal e intelectual. Só foram beneficiadas com o decreto municipal, apenas os cadeirantes e as pessoas com deficiência visual.
“Estamos lutando há muito tempo pela volta do passe livre em Petrolina, para todas as pessoas portadoras de necessidades especiais, sou usuária do CAPS há mais de 10 anos, mas com essa postura da prefeitura, o paciente não consegue nem se locomover da sua casa para chegar até o CAPS e fazer o tratamento digno e correto”, conta a presidente da Associação, Patrícia Moreira, que tem um filho com deficiência mental e epilética e não está podendo fazer o tratamento, por falta de transporte público gratuito.
Ainda de acordo com Patrícia, a prefeitura divulgou uma lista das pessoas beneficiadas com passe livre e que:
“nesta lista publicada dia 18 de setembro consta apenas 10 pessoas com o passe livre liberado, e mais de 50 pessoas estiveram o beneficio bloqueado pela prefeitura, eu quero que ele (Miguel), não tire esse direito, pois, já mais eu quero voltar para o manicômio, só sabe o que é aquele lugar, quem já passou por lá, como eu”, explicou a presidente.
Blog do Banana

Compartilhe em seu

Postagens relacionadas

Indentifique-se e não seja vulgar!
Obrigado..