Vereador Gabriel Menezes lamenta ausência do grupo Coelho no ato em defesa do Rio São Francisco


A defesa do Rio São Francisco não pode ser objeto de ciúme dos nossos políticos, mas algo que una todas as forças em prol de uma causa coletiva e urgente.
Não sou eleitor do Deputado Gonzaga Patriota mas reconheço a importância desse projeto de sua autoria.
Essa causa não tem cores partidárias.
Durante caminhada em Petrolina, que defendeu a Revitalização do Velho Chico, além da sua integração com a bacia do Rio Tocantins, lamentei e registrei as ausências do Senador Fernando Bezerra Coelho, do Ministro Fernando Filho e do Prefeito Miguel Coelho.
Fiz isso por reconhecer a força desse grupo, num notório alinhamento com o atual Chefe da Nação e o quanto poderiam colaborar, no sentido de pressionar o governo para que esse projeto saísse do papel, caso “quisessem”.
Não é novidade para ninguém que as atenções do referido grupo, estão voltadas para a privatização do patrimônio público como a Eletrobrás que, num pacote incomparável de maldades, inclui a CHESF e, não duvidemos, até mesmo, a água do São Francisco.
Outra grande preocupação deles, que vem ocupando os meios de comunicação nos últimos dias, é a incessante busca por partidos, que possam lhes garantir uma chapa, com esmagador tempo de televisão e rádio, nas eleições de 2018 para o Governo de Pernambuco.
Lembro-me bem do enorme apelo midiático da campanha de Fernando Bezerra ao Senado em 2014:
“O Senador das Águas”
Deixou de ser?
Encerro desculpando-me com alguém que possa ter se “ofendido” com minhas palavras/cobranças, algo que jamais me furtarei de fazer.
Eu não era o locutor da caminhada, tampouco pedi a palavra. Falei quando me pediram e, quando passávamos em frente à prefeitura, novamente me passaram o microfone.
O que veio à mente?
– O que acabei de escrever!
Gabriel Menezes
Radialista e morador de Petrolina, há 20 anos, que entende a importância do Rio São Francisco, para a existência de vida no Sertão.

Compartilhe em seu

Postagens relacionadas

Indentifique-se e não seja vulgar!
Obrigado..