Alunos e pais de 22 escolas de Petrolina são notificados


A Vara Regional da Infância e Juventude de Petrolina realizou uma audiência pública, no auditório do Júri no Fórum doutor Manoel Francisco de Souza Filho, com o objetivo de minimizar os índices de desistência escolar. Foram notificados alunos e pais de 14 escolas municipais e oito da rede estadual. Ao total, mais de 200 pessoas participaram do encontro.
Representando a Secretaria Municipal de Educação (Seduc), Nara Itla Siqueira, coordenadora municipal de frequência escolar do Bolsa Família, esteve na audiência. Em sua fala, a gestora evidenciou as consequências da infrequência dos alunos. “Além de ser prejudicial para o processo de aprendizagem dos alunos, a infrequência tem consequências diretas no recebimento de benefícios dos programas sociais do governo federal. Os pais que recebem o Bolsa Família, por exemplo, devem garantir a presença dos alunos em sala, tanto pela educação, quanto pela manutenção do benefícios que, pela ausência, podem ser suspenso”, explica.
Além da participação de Nara Itla, os pais participaram de uma palestra sobre os caminhos para combater a evasão escolar, ministrada pelo professor da Universidade de Pernambuco (UPE), Odair França. A ação faz parte do programa Prevenção de Violência nas Escolas (Previne), desenvolvido pela unidade Judiciária da Infância e Juventude de Petrolina.
A Promotoria da Justiça da Infância e Juventude tem à frente dos trabalhos, desde maio deste ano, o promotor Erico de Oliveira Santos, que também esteve presente.

Compartilhe em seu

Postagens relacionadas

Indentifique-se e não seja vulgar!
Obrigado..