Em Petrolina, anuncio de concurso público para professores irrita aprovados em concurso anterior


Nesta segunda-feira (30) a secretária Maéve Melo anunciou um processo simplificado de seleção para professor e em 2018 um concurso público para o magistério. Entretanto, segundo denúncia de selecionados em edição anterior, muitos ainda não foram convocados e o prazo de convocação ainda está vigente.
Outra notícia que preocupou os aprovados foi a do processo para o credenciamento de profissionais para atuarem como professores substitutos na educação infantil, nos ensinos fundamentais (anos iniciais e finais), como professor instrutor de libras, auxiliar de sala de aluno autista, auxiliar de classes multisseriadas, assistente de criança e professor de atendimento educacional especializado.
Nossa equipe recebeu a seguinte denúncia:
“A prefeitura municipal de Petrolina criou uma lei municipal e realizou um concurso público para professor alfabetizador com o objetivo e sanar uma carência educacional das crianças. A lei dizia que 200 pessoas seriam aprovadas e assumiriam as vagas, também existiriam aqueles classificados que devido a uma necessidade do município seriam convocados pois o edital deixava bem claro o cadastro de reserva. Os professores classificados no concurso público para professor alfabetizador estão exigindo da prefeitura municipal de Petrolina que convoquem os classificados no concurso público pois as vagas existem, porém, o prefeito Miguel Coelho está querendo fazer outro concurso sem ao menos o prazo do concurso público ser prorrogado. Queremos justiça”.
O denunciante ainda questionou: Porque credenciamento se há uma lista enorme de classificados no concurso público para professor alfabetizador?

Blog Waldiney Passos 

Compartilhe em seu

Postagens relacionadas

Indentifique-se e não seja vulgar!
Obrigado..