Secretária anuncia que Petrolina fará concurso para agentes comunitários no próximo ano


O relatório de gestão fiscal da secretaria municipal de Saúde do último quadrimestre foi apresentado nesta terça, 17, na Câmara Municipal de Petrolina-PE para os vereadores. Ao apresentar os números, a secretária Magnilde Albuquerque, disse que são muitas as cobranças ao governo, mas a Saúde é prioridade no governo Miguel Coelho.
“Apresentamos os dois quadrimestres. As dificuldades herdadas, financeiras e o subfinanciamento da saúde que é uma questão nacional. Sem falar que trabalhamos ainda com dados do censo de 2010 e muita gente não quer trabalhar com a secretaria por conta de atrasos em pagamentos que já ocorreram”, relatou a secretária.
Magnilde ainda foi questionada sobre a estrutura das unidades que estão em condições precárias de funcionamento, como no Perímetro Bebedouro .“Já recuperamos 21 unidades, as que estavam em situação pior. As demais até o final do ano, vamos concluir esses melhoramentos”, conta Magnilde.
Com grande demanda e poucos recursos. a secretária revelou que está quitando restos a pagar. A secretária diz que tem conversado com os fornecedores , principalmente de medicamentos que recebeu com desabastecimento e dívidas com fornecedores.
“Tivemos um primeiro semestre engessado nesta questão dos medicamentos e só agora que iniciamos a regularização do serviço”, disse.
Outro ponto apresentado foi o déficit de servidores como na área de agentes comunitários de saúde. “Vamos realizar concurso para os agentes no próximo ano e ampliar a cobertura na cidade”, destacou Magnilde Albuquerque.
UPA
Obra iniciada na gestão do prefeito Julio Lóssio, a Unidade de Pronto Atendimento em Petrolina (UPA) passou por uma nova planilha. “Fizemos uma nova planilha que encontra-se na Procuradoria do Município e aguardamos uma posição para darmos continuidade à construação da UPA do município”, esclareceu a secretária.
Sobre criticas ao governo anterior, ponto que tem provocado criticas do líder da oposição, vereador Paulo Valgueiro (PMDB), que tem colocado com insistência que o governo de Miguel Coelho trabalha só olhando para o retrovisor, Magnilde frisa que são temas que devem ser postos à população.
“Não trabalhamos só olhando para o retrovisor. Já temos andado para frente, mas precisamos mostrar o que encontramos até para justificar nossas dificuldades pontuais deste início”, conclui a secretária.

Compartilhe em seu

Postagens relacionadas

Indentifique-se e não seja vulgar!
Obrigado..