Vereador Gilmar pede para Miguel aumentar os impostos ‘dos ricos, sem sacrificar os pobres’


Comparando o aumento de tributos aprovado na Câmara Municipal na sessão desta segunda (2) ao modelo imprimido pelo governo do Presidente Temer em todo país, o vereador Gilmar Santos (PT) avaliou que no cenário de crise porque passa à nação o aumento de impostos é um assalto ao bolso dos petrolinenses.
De acordo com o parlamentar, o executivo petrolinense entra na mesma onda de aumentar impostos e usa como argumento a informação de que algumas pessoas ricas pagam muito pouco, e as pessoas pobres pagam praticamente igual aos ricos.
“Que se o governo Miguel Coelho quer fazer essa correção que corrija implicando os ricos e não sacrificando mais ainda os pobres. A proposta de aumento de impostos que o prefeito coloca, aumenta para o rico e para o pobre, mas se é para fazer uma alteração das distorções que sacrifique quem ganha mais”, enumerou o vereador petista Gilmar Santos.
Em defesa do governo Novo Tempo e em substituição do líder da bancada da situação vereador Ruy Wanderley, o vereador Ronaldo Cancão (PTB), destacou que o colega de parlamento Gilmar parece que está desprovido de conhecimento e jogando o assunto para plateia. Ronaldo ressaltou que a portaria 333 do governo federal não foi para beneficiar o prefeito Miguel Coelho, e representa uma luta da união municipalista brasileira de prefeito, afirmou ainda que 95% dos municípios estão endividados.
“Os avanços do código tributário só 3 mil pessoas atingiram a isenção em 2013, agora no código tributário atual vai pra 11 mil pessoas que estarão enquadradas nos 50 metros quadrados e quem tem o limite de até  R$7 mil que é o valor da casa”, frisou o petebista ressaltando que o município sobrevive de receitas.
Blog do Banana

Compartilhe em seu

Postagens relacionadas

Indentifique-se e não seja vulgar!
Obrigado..