40% dos pacientes de Petrolina que marcam consultas ou exames através do (SUS) não comparecem


Cerca de 40% dos pacientes de Petrolina que marcam consultas ou exames através do Sistema Únicos de Saúde (SUS) não comparecem. A informação é da Secretaria Municipal de Saúde. Segundo estudos, o índice aceitável é de 20% de faltosos.
Esse número de pacientes que não comparecem para realização dos procedimentos se torna ainda mais assustador quando olhamos a quantidade de pacientes na fila de espera por uma consulta ou até por um simples exame.
Com o objetivo de identificar os motivos para esse índice elevado e traçar estratégias, a Secretaria Municipal de Saúde iniciou, esta semana, um levantamento nos bairros da cidade que apresentaram os maiores números. O primeiro foi o Loteamento Recife, zona norte da cidade. 
A secretária executiva de gestão em saúde, Cássia Guimarães, juntamente com uma equipe da pasta, visitou a Unidade Básica de Saúde e diversas residências da localidade para saber os motivos das ausências. “Nós tivemos diversas respostas, uns tinham outros compromissos, outros disseram não saber do agendamento, e alguns não foram por motivos pessoais. Isso é preocupante e precisamos conscientizar a população sobre a importância de comparecer a esses procedimentos. No que diz respeito ao trabalho da Secretaria, vamos traçar estratégias para que todos sejam avisados com antecedência“, frisou.
Devolução de vaga
De acordo com a secretária executiva, a orientação é que o paciente que estiver impossibilitado de ir aos agendamentos comunique em tempo hábil à unidade de saúde. “Isso permitirá que a equipe de marcação aproveite a vaga para outra pessoa que está aguardando. Durante nossa visita identificamos que apenas uma pequena parte compareceu à unidade para devolver a vaga. Outra orientação é que o paciente mantenha sempre o endereço e os telefones atualizados nas unidades“, alertou. (foto/divulgação)

Compartilhe em seu

Postagens relacionadas

1 De sua opinião, participe!:

De sua opinião, participe!
Anônimo
22 de novembro de 2017 11:10 delete

Certamente já morreram

Reply
avatar

Indentifique-se e não seja vulgar!
Obrigado..