Em nove meses, programa Consultório na Rua realiza cerca de 4 mil atendimentos em Petrolina


Levando serviços de saúde para pessoas em situação de vulnerabilidade social, o programa ‘Consultório na Rua ‘, já realizou cerca de 4 mil atendimentos, em Petrolina, no período de janeiro a setembro deste ano. O trabalho é realizado por uma equipe de profissionais que de forma itinerante percorre todos os bairros da cidade, dando ênfase em locais conhecidos por aglomeração de pessoas em situação de rua.
De acordo com a coordenadora do programa e psicóloga, Marla Gomes, o trabalho é realizado sempre de segunda a sexta-feira, das 14 às 20h. Por mês, são atendidos cerca de 300 pacientes, dentre eles, moradores de rua, profissionais do sexo, flanelinha e toda população em situação de rua.  "É um trabalho muito gratificante que realizamos em Petrolina. Nosso serviço é semelhante ao oferecido pelas Unidades Básicas de Saúde, porém, nós temos um público específico. Temos uma equipe formada por uma psicóloga, uma assistente social, enfermeiros, técnicos de enfermagem e agentes sociais”, frisou.

Segundo a psicóloga, a intenção é garantir o direito à saúde a essa população, já que, para ela, existem muitos fatores que dificultam a garantia desses direitos. “Nós temos casos de que um simples curativo ou uma medicação são coisas extremamente distantes e o nosso serviço vem para possibilitar toda a assistência. Há alguns meses um senhor com idade em torno de 50 anos que pretendia ir a pé de Fortaleza a São Paulo atrás da família, foi vítima de atropelamento, após a cirurgia, ficamos responsáveis pela continuidade do cuidado - exames, atendimento médico, fisioterapia, atendimento psicológico, contato com a família- e após a recuperação dele, o município concedeu a passagem e ele retornou para casa”, contou.
O programa começou em todo o Brasil em 2012 e em Petrolina em março de 2015.





Compartilhe em seu

Postagens relacionadas

Indentifique-se e não seja vulgar!
Obrigado..