Funcionários do HU voltam ao trabalho, mas estado de greve continua


Depois de oito dias de paralisação, os funcionários do Hospital Universitário (HU) de Petrolina voltaram ao trabalho ontem (21). No entanto,  de acordo com o Sindicato Estadual dos Trabalhadores de Empresas Públicas de Serviços Hospitalares do Estado de Pernambuco (SINDISERH-PE), o estado de greve continua.
Entre as reivindicações, está o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT 2017/2018), o qual a assessoria do HU diz ser de responsabilidade da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH). Em nota, a assessoria diz que o hospital vai agilizar os procedimentos cirúrgicos que não foram realizados durante o período de paralisação.
Acompanhem a nota, na íntegra:
O Hospital da Universidade Federal do Vale do São Francisco (HU-Univasf) informa que os empregados filiados ao Sindicato Estadual dos Trabalhadores de Empresas Públicas de Serviços Hospitalares do Estado de Pernambuco (SINDISERH-PE), que estavam em paralisação desde o dia 13 de novembro, retornaram às atividades hoje (21). O HU-Univasf providenciará a agilização de procedimentos cirúrgicos que não foram realizados durante o período de paralisação.
De acordo com o SINDISERH-PE, os empregados permanecem em estado de greve até que ocorra uma nova assembleia, prevista para o dia 27 de novembro, ocasião em que se decidirá sobre a retomada do movimento grevista.
A direção do HU-Univasf permanece aguardando o resultado das negociações em torno do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) 2017/2018, sob responsabilidade da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH), ocorridas no âmbito do Tribunal Superior do Trabalho (TST) e reforça o compromisso do hospital em prestar serviços de excelência em atenção à saúde, ensino, pesquisa, inovação e extensão no Vale do São Francisco.
Ascom/HU

Compartilhe em seu

Postagens relacionadas

Indentifique-se e não seja vulgar!
Obrigado..