Mãe é detida após matar filha de 2 meses em Olinda


A Central de Plantões da Capital, da Polícia Civil de Pernambuco, já deu início às investigações do assassinado de um bebê de dois meses, pela própria mãe. A dona de casa Elizabeth Cristina do Nascimento, 29, é suspeita de asfixiar a própria filha, Jamile Vitória. O crime aconteceu na manhã desta sexta (1), no Córrego do Cajá, bairro do Passarinho. Segundo informações, a mãe teria levado o corpo do bebê para a casa da uma amiga, também em Olinda. A suspeita segue detida.
O Instituto de Medicina Legal (IML) e o Instituto de Criminalística (IC) recolheram o corpo da criança e periciaram o lugar. A delegada responsável pelo caso, Cláudia Valadares, não quis dar entrevistas.
Elizabeth tem mais uma filha, de 13 anos, e é casada com Jean Mendes, 28, pai da recém-nascida. A mãe de Cristina, a dona de casa Lindinalva Nascimento, 48, estava muito abalada e falou que a filha tem depressão. “Não esperava isso, ela ontem tentou se matar”. Ainda segundo Lindinalva, a filha passará por uma audiência de custódia.
De acordo com Evani França, amiga de Elizabeth, ela chegou à residência dela, com a criança nos braços, arrumadinha e a colocou na cama como de costume. “Ela parecia normal, como se nada tivesse acontecido, depois de uma meia hora ela contou que sufocou a filha. Que primeiro tentou matar a menina com um choque elétrico. Botou a filha na banheira e ligou um equipamento chamado mergulhão. Depois, sufocou a filha. Ela disse que o ‘inimigo’ que estrangulou”, comentou uma vizinha.
O pai de bebê estava trabalhando no momento do crime e também foi para a delegacia.

Compartilhe em seu

Postagens relacionadas

Indentifique-se e não seja vulgar!
Obrigado..