Odacy nega saída do PT e está confiante na candidatura “Vamos ganhar a eleição em Pernambuco” - Blog Petrolina em Destaque

8 de dez de 2017

Odacy nega saída do PT e está confiante na candidatura “Vamos ganhar a eleição em Pernambuco”


Depois da repercussão negativa no diretório municipal do PT após a confirmação da sua pré-candidatura ao governo do estado, o deputado Odacy Amorim desmente que sua motivação esteja relacionado ao plano de deixar a legenda ou que esteja a serviço de interesses externos. Em entrevista ao Nossa Voz desta sexta-feira (08) Amorim garantiu que sua história política o credencia, sustentando uma experiência política e projetos para justificar tal proposição. 
“Tivemos uma reunião muito positiva no partido. A nossa pré-candidatura e já, já candidatura se Deus quiser quando definida e homologada no partido, nós vamos apresentar para Pernambuco um projeto. Tenho como filosofia de vida que a forma de mudar a nossa realidade, quem se interessa e acompanha política, é participando dela”, explicou. Nem mesmo as duas derrotas seguidas na disputa pela Prefeitura de Petrolina desmotivam o deputado. “Nossa proposta de ser governador de Pernambuco segue como foi Camilo no Ceará, que era deputado estadual, perdeu a eleição municipal lá em Barbalha duas vezes, teve 9.900 votos para a prefeitura de Barbalha e perdeu. Foi candidato a governador do Ceará e hoje governa aquele Estado”.
Sobre a falta de apoio dos vereadores Cristina Costa e Gilmar Santos, Odacy Amorim relata ter apresentado seu projeto numa renião ocorrida ontem (07). “Ontem eu disse aos vereadores que foi uma atitude, digamos assim, desleal comigo. Porque eu procurei eles, mas a primeira conversa precisava ser com o diretório estadual, até porque essa discussão é instância estadual. Coloquei como meta dia 13 de dezembro para anúncio oficial da minha pré-candidatura e  comuniquei ao partido que ia conversando. Conversei com Marília. Não tem briga, tem projeto. A discussão vai ser quem consegue aglutinar o maior número de forças. Meu sonho é ter coma composição com Marília”. 
O parlamentar nega a especulação de buscar uma desculpa para deixar o Partido dos Trabalhadores. “Não tem nada de verdade, é mentira pura. É especulação generalizada. Estou no Partido dos Trabalhadores e na eleição passada a equipe do diretório não votou em mim para deputado estadual. Votaram em Teresa Leitão. De Cristina, ela votou em Teresa Leitão. Agora, eu entendi naquele momento, (Isabel) Cristina foi para a suplência do Senado e foi feita uma composição, eu entendi”.
Confiante em ser o escolhido pela legenda a qual faz parte, Amorim reforça a necessidade de construção de uma candidatura própria. “O PT tem o PSB que derrubou Dilma e tem do outro lado Fernando que derrubou Dilma e dá sustentação ao governo e tem Dr. Armando que votou contra. Então o melhor caminho para o PT é candidatura própria. Eu entendo a questão da minha caminhada política: fui líder comunitário aos 17 anos, vereador aos 20, vereador, secretário, vice-prefeito, prefeito, coordenei a transposição e a Transnordestina, deputado pelo segundo mandato, fui o mais votado do partido, líder do partido na Assembleia Legislativa e entendo que temos grandes acertos”. 
E o otimismo de Odacy Amorim não se limita apenas a confirmação de sua candidatura: “Quem viver verá e eu peço a Deus vida e saúde para todos nós, nós vamos ganhar a eleição em Pernambuco”, decretou.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Indentifique-se e não seja vulgar!
Obrigado..