Após quatro assaltos em cinco dias, motoristas de ônibus reclamam de insegurança em Petrolina


Os motoristas do transporte coletivo de Petrolina reclamam da insegurança em algumas localidades da cidade, segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário (Sinttrop). Pelo menos quatro assaltos foram registrados nos últimos 5 dias – todos nas linhas dos Residenciais Brasil e Nova Petrolina.
Os motoristas não aguentam mais essa sensação de insegurança. Até quando vamos ficar nessa situação? Esses assaltos começaram com frequência há três meses, inclusive dois colegas já pediram transferência da linha. As câmeras dos ônibus gravam, os motoristas fazem Boletim de Ocorrência, mas até o momento ninguém tomou providência”, disse Ednaldo José de Lima, presidente do Sinttrop.
Eu acho que as viaturas deveriam rondar essas áreas mais críticas. O sindicato e a empresa de ônibus já enviaram ofícios à polícia. Alguma coisa tem que ser feita, pois só o que está faltando é a boa vontade de alguém para resolver o problema. Muitos meliantes já são conhecidos. Independente de cobrador ou não, nunca deixou de ter assalto”, afirmou Ednaldo.
De acordo com ele, de 30 a 35% dos usuários do transporte coletivo de Petrolina ainda usam dinheiro para pagar a passagem. Ele acredita que a o problema dos assaltos também está ligado à questão dos motoristas ainda circularem com dinheiro. “O motorista vai trabalhar com medo e não sabe se volta para casa”, lamenta.
População também é alvo
Além dos motoristas, a população também se torna alvo dos bandidos. É o que diz a secretária do Sinttrop, Franclinete dos Santos. “Os motoristas estão assustados e a população também. Não é só o motorista, o passageiro também tem medo e é assaltado nos pontos. Todos correm perigo. Hoje está difícil andar de ônibus. E o pior é que ninguém faz nada”, diz ela, afirmando que já foi vítima de assaltantes. Com a palavra, as autoridades de segurança do município. Fonte, Texto e Imagem do Blog do Carlos Britto 

Compartilhe em seu

Postagens relacionadas

Indentifique-se e não seja vulgar!
Obrigado..