Falta de energia causou falta d’água e estouramento de cano na Integração em Petrolina, diz Gerente da Compesa


Segundo o gerente regional da Compesa, João Rafael, o colapso no abastecimento de água foi causado pela interrupção no fornecimento da energia elétrica. Ou seja, uma concessionária de serviço público prejudicada pela atuação de outra, nesse caso a Compesa prejudicada pela Celpe. Em entrevista ao Nossa Voz nesta terça-feira (09), Rafael relatou que a incidência da ventania e raios no sistema, nos dias que precederam o Natal, geraram o dano.
“Realmente desde dezembro que a gente tem tido problemas diversos em praticamente todas as nossas unidades. A maioria deles foram causados por falta de energia. Tivemos eventos como chuvas raios ventanias e isso provocou colapso nos sistemas da Celpe e infelizmente a gente precisa de energia para bombar através das nossas elevatórias a água para os reservatórios que vão abastecer a população”.
O gerente regional ainda explica que mesmo com o fornecimento da energia elétrica restabelecido em poucas horas, não foi possível reativar o abastecimento de água para a cidade na mesma velocidade. “A gente teve diversos problemas mas o nosso problema não acaba quando a energia volta porque as bombas e os equipamentos sofrem com essas quedas repentinas, essas faltas repentinas de energia. Quando a gente vai desligar uma elevatória, a gente desliga e a bomba para aos poucos, ela para, como a gente diz, em rampa, não para de vez e evita um golpe”.
Sobre o estouramento da rede na Avenida da Integração, João Rafael revela que ao religar o sistema, o acúmulo de ar na tubulação causou o rompimento da tubulação. “Quando você começa a bombear e o ar não consegue sair então você tem o estouramento na rede. Foi o que aconteceu na Integração. Então a gente tem problemas na hora em que falta energia, essa falta repentina causa problemas nos nossos equipamentos. Além da redistribuição, quando a gente está retomando os nossos abastecimentos temos problemas como esse que são os estouramentos. E aquele estouramento foi numa rede que abastece praticamente 60 % da cidade, então foram dois, não no mesmo local mas muito próximos. É uma rede muito antiga, mais velha que eu, ali na Avenida da Integração”.
Sendo assim, o gerente da Compesa reafirma a previsão de melhorias a partir da noite desta quarta-feira (10). “Portanto, estamos está tomando as providências, o sistema já foi restabelecido desde domingo as 19h, peço os parabéns ao pessoal da Compesa que trabalhou intensamente de domingo a domingo, teve domingo do pessoal trabalhar até quase as 23h mas só saiu dali quando colocou o sistema para funcionar e verificou que o sistema estava funcionando bem, mas infelizmente esse problema a gente teve. Estamos num momento melhor, todas as nossas unidades estão funcionando e a gente precisa de continuidade para que a gente possa abastecer todos os pontos com a pressão adequada. Já estamos chegando para a maioria, 95% da cidade agora não com a pressão normal. O que seria uma pressão normal? Água durante todo o dia. Num consumo maior, muita gente passou muito tempo sem água, o consumo tá maior e aí pressão nos horários de pico acaba baixando, mas estamos normalizando”. (Grande Rio FM – Nossa Voz)

Compartilhe em seu

Postagens relacionadas

Indentifique-se e não seja vulgar!
Obrigado..