Bolsonaro une líderes da PM que eram adversários em Pernambuco - Blog Petrolina em Destaque

3 de fev de 2018

Bolsonaro une líderes da PM que eram adversários em Pernambuco


O deputado federal e pré-candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSC-RJ) conseguiu unir dois adversários políticos em Pernambuco ligados à Polícia Militar. O deputado estadual Joel da Harpa (Podemos) e o presidente da Associação dos Cabos e Soldados de Pernambuco (ACS-PE), Albérisson Carlos (PSDB), deixaram as rusgas de lado e fecharam um acordo, visando às eleições deste ano.
Em um encontro que durou até altas horas da noite da última quarta-feira (31), realizado na Associação dos Militares do Estado de Pernambuco (AME-PE), o parlamentar e o presidente da ACS-PE decidiram não mais entrar em rota de colisão, disputando os votos dos policiais no Estado na luta por uma vaga na Assembleia Legislativa.
Os dois vão tomar caminhos distintos em prol de um palanque para o deputado Jair Bolsonaro em Pernambuco. Joel da Harpa vai tentar manter sua cadeira na Alepe enquanto Albérisson Carlos vai concorrer a deputado federal. Atualmente no Podemos, Harpa pode se filiar ao PSL, partido escolhido por Bolsonaro para se candidatar a presidente. O deputado tentou no ano passado propor o título de cidadão pernambucano a Bolsonaro, mas não chegou a apresentar o projeto por resistência dos outros parlamentares.
O parlamentar confirmou que Bolsonaro foi fundamental nesse acordo e que, “principalmente”, após ouvirem a categoria de policiais e bombeiros militares chegaram a um “consenso”. “A grande maioria da categoria em todo Estado vinha pedindo essa dobradinha (com Albérisson). E isso nos impulsionou”, afirmou Joel da Harpa.
“A partir de agora nós iremos começar a trabalhar essa questão partidária. Por enquanto, eu continuo no Podemos e ele (Albérisson) no PSDB, mas iremos ouvir outras legendas. Vai depender muito das montagens de chapas”, disse.
O deputado confirmou que o PSL é uma alternativa. “Não podemos descartar nenhuma (alternativa), inclusive o PSL”. Segundo o deputado, as conversas com as siglas dependem da continuidade das articulações com presidenciável Jair Bolsonaro até para definição do rumo que vai ser tomado em relação à eleição para governador do Estado.
Ex-soldado da reserva da PM, Joel da Harpa foi eleito deputado estadual nas eleições de 2014, representando a categoria de policiais militares do Estado. O deputado, que liderou a greve da PM durante a gestão do então governador João Lyra Neto (PSDB) antes da eleição no mesmo ano, foi expulso da corporação pelo secretário de Defesa Social, Antônio de Pádua, em 2017.
O caso envolve a venda de um imóvel no bairro de Candeias – no município de Jaboatão dos Guararapes, Região Metropolitana do Recife – pelo deputado a um outro soldado da PM por R$ 5 mil. Segundo a SDS, Harpa “maculou a honra pessoal, o pudor policial militar e o decoro da classe” ao vender o imóvel “como se fosse de sua propriedade”. À época, Joel da Harpa argumentou que vendeu a posse do terreno, que, segundo ele, teria herdado do pai.
Presidente da Associação dos Cabos e Soldados de Pernambuco (ACS-PE), Albérisson Carlos foi expulso da PM por desrespeitar a hierarquia da instituição após responder a processos administrativos e ser preso em dezembro de 2016. Albérisson foi acusado de fazer críticas e comentários desonrosos contra o ex-secretário de Defesa Social Alessandro Carvalho e o governador Paulo Câmara (PSB) em vídeos publicados nas redes sociais. O governo do Estado tentou dissolver a associação comandada por Albérisson, mas o Ministério Público do Estado rejeitou o pedido.
Blog do Jamildo

Um comentário:

  1. BOLSONARO É UMA BOSTA. SÓ IRIA ARRANJAR GUERRA COM PAÍSES VIZINHOS, E MANDAR CIDADÃES BRASILEIROS MORRER POR ELE, PRA MOSTRAR QUE É O CARA, QUE É UM HOMEM DE ATITUDE, CORAJOSO. MAS ELE FICARIA COM SEU RABO SENTADO NUMA POLTRONA PRESIDENCIAL ENQUANTO OS CIDADÃES BRASILEIROS OBRIGADOS PELA CONVOCAÇÃO MILITAR IRIAM SER ESTOURADOS NAS GUERRAS. QUER ARMAR A SOCIEDADE PARA NOS COLOCAR EM PRIMEIRO LUGAR EM ASSASSINATO EM MASSA , IRIAMOS ULTRAPASSAR OS EUA (USA). TEM OPINIÃO RUIM A RESPEITO DOS NORDESTINOS MAS AS ESCONDE, NÃO QUER PERDER VOTO AQUI NO NORDESTE.

    ResponderExcluir

Indentifique-se e não seja vulgar!
Obrigado..