Em busca de audiência, Rede Bahia contraria a Globo e mostra cadáver ao vivo - Blog Petrolina em Destaque

28 de fev de 2018

Em busca de audiência, Rede Bahia contraria a Globo e mostra cadáver ao vivo



O “Jornal da Manhã”, da Rede Bahia, surpreendeu muita gente ao exibir, na manhã desta segunda-feira (26), um link ao vivo do repórter Vanderson Nascimento com o corpo de um homem morto, estirado no chão da Avenida Vasco da Gama, como fazem os telejornais locais da concorrência. A imagem do falecido apareceu no vídeo durante 40 segundos, em segundo plano.
Segundo o Notícia da TV, esta foi a primeira vez que o jornalismo da Globo mostrou um cadáver em uma reportagem policial comum, em plena luz do dia. Em comunicado oficial ao veículo, a emissora informou que não mudou a linha editorial e recomendou expressamente que não exiba imagens de cadáveres. Já a afiliada informou que foi um erro de “enquadramento”.
Vale lembrar que a Rede Bahia passa por crise de audiência, ficando constantemente em segundo lugar no Ibope. No início deste ano, inclusive, o diretor de jornalismo deixou a Rede Bahia após 15 anos.
Bahia Notícais 

3 comentários:

  1. CORRUPÇÃO NAS CONCESSÕES DE RADIODIFUSÃO

    1º) É um esquema de monopólio da RADIODIFUSÃO (Concessões Públicas de um SERVIÇO PÚBLICO ESSENCIAL DE RADIODIFUSÃO)
    2º) Não cumprem com as finalidades EDUCATIVAS, INFORMATIVA e CULTURAL. Ex.: tem comerciais de cerveja o dia inteiro, sem informar à população dos CUSTOS E RISCOS do consumo desta DROGA LEGALIZADA.
    3º) Excesso de EXPLORAÇÃO COMERCIAL. Apesar da LEI FEDERAL DE TELECOMUNICAÇÃO e o DECRETO FEDERAL DE RADIODIFUSÃO limitar a esta exploração em no máximo 1/4 (25%) da programação, dependendo do horário chega-se a 4/5 (80%). ANATEL, MINISTÉRIO DAS COMUNICAÇÕES, MINISTÉRIO DA JUSTIÇA, DIREITOS HUMANOS DO BRASIL não fiscalizam e se RECUSAM a fiscalizar e punir (protocolos desde 2014 é o que não me falta).

    EXEMPLO:
    Pesquisem o cancelamento do DEBATE dos presidenciáveis DILMA E AÉCIO lá em 09/2014, que ocorreria no JORNAL NACIONAL da REDE GLOBO. A nota de cancelamento do JORNAL NACIONAL + PROGRAMAÇÃO da emissora, mostram claramente que a EXPLORAÇÃO COMERCIAL é de 58% da programação. 2x o permitido por LEI FEDERAL (LEI Nº 4.117 DE 1962 Art. 124 e DECRETO No 52.795 DE 1963 art. 28 inc. 12 d, art. 67 inc 2). O que ANATEL, MINISTÉRIO DAS COMUNICAÇÕES, MINISTÉRIO DA JUSTIÇA, DIREITOS HUMANOS DO BRASIL fizeram de 09/2014 até hoje 01/03/2018. PREVARICAM, AGEM EM CONLUIO E PECULATO, ABUSAM DO PODER OCULTANDO/ESCONDENDO/ARQUIVANDO TODAS AS DENÚNCIAS.

    OBS.: Observem que estamos no ano 2018 (século 21) RADIODIFUSÃO DIGITAL. Apesar disso, a legislação da RADIODIFUSÃO (TV ABERTA E RÁDIO) ainda é da década de 60 (século 20), onde a digitalização, tv à cores, alta definição eram ficção ciêntifica e INTERNET ENTÃO, NEM EXISTIA.


    4º) Apesar de ser uma CONCESSÃO PÚBLICA para a prestação de um SERVIÇO PÚBLICO ESSENCIAL, não existe SAC nas emissoras de TV ABERTA, lesando a CF\88 art. 37.
    5º) Religiosos explorando os medos e superstições da população para arrecadar com PRODUTOS ABENÇOADOS, MENDICÂNCIA, etc. Imaginem... DEUS..., trabalhando em dois empregos (duas religiões monopolizam a TV ABERTA), em uma salinha ABENÇOANDO OS PRODUTOS QUE SERÃO VENDIDOS aos fieis..., e com desconto.

    Gente, as finalidades da RADIODIFUSÃO (TV ABERTA E RÁDIO) são EDUCATIVAS, INFORMATIVA e CULTURAL (DIREITOS HUMANOS). RADIODIFUSÂO NÃO É COMÉRCIO, NÃO É PARA GANHAR DINHEIRO E NÃO É PARA LUCRAR. RADIOFUSÃO É PARA EDUCAR, INFORMAR E VALORIZAR AS CULTURAS REGIONAIS DA NAÇÃO.

    OBEBRECHT, LAVA-JATO, etc... TUDO ISSO É FICHINHA DIANTE DA CORRUPÇÃO NAS CONCESSÕES DE RADIODIFUSÃO que trabalhando "de graça" para O POVÃO, explorando apenas os 25% para publicidade, arrecadam R$5.500.000.000,00 (R$%,5 BILHÕES) MENSAIS, CONSIDERANDO APENAS AS 5 MAIORES CONCESSIONÁRIAS DE TV ABERTA.

    DanAQ 20180301

    ResponderExcluir
  2. Correção do link DECRETO No 52.795 DE 1963 art. 28 inc. 12 d, art. 67 inc 2):

    "...
    http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto/Antigos/D52795compilado.htm
    DECRETO No 52.795, DE 31 DE OUTUBRO DE 1963.
    Aprova o Regulamento dos Serviços de Radiodifusão.

    REGULAMENTO DOS SERVIÇOS DE RADIODIFUSÃO
    TÍTULO V
    DO PROCESSAMENTO PARA A OUTORGA DE CONCESSÕES E PERMISSÕES
    CAPÍTULO IV
    DAS AUTORIZAÇÕES
    SEçãO I
    Generalidades
    Art. 28. As concessionárias e permissionárias do serviço de radiodifusão, além de outros que o órgão competente do Poder Executivo federal julgue convenientes ao interesse público, estão sujeitas aos seguintes preceitos e obrigações:
    12 - na organização da programação:
    d) limitar ao máximo de 25% (vinte e cinco por cento) do horário da sua programação diária o tempo destinado à publicidade comercial;
    TÍTULO VIII
    DAS IRRADIAÇÕES
    CAPÍTULO II
    DA PROGRAMAÇÃO
    Art 67. As concessionárias e permissionárias de serviços de radiodifusão, observado o caráter educacional dêsse serviço, deverão na organização dos seus programas, atender entre outras às seguintes exigências:
    2. limitar a um máximo de 25% (vinte cinco por cento) pelo horário da sua programação diária, o tempo destinado à publicidade comercial;
    ..."


    DanAQ 20180301

    ResponderExcluir
  3. Em 07/07/2018, finalmente recebo do MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM MINAS GERAIS o ofício nº 5680/2018/PRMG/FAM (PRMG-00044836/2018) finalizando e arquivando a "investigação" IC Nº: 1.22.000.000861/2017-21.

    ILEGALIDADES NA RADIODIFUSÃO SEI: 53900.048579/2015-07.

    Como é praxe, "não há irregularidades; tudo arquivado, morto e enterrado;".

    Ao menos, a CÂMARA DOS DEPUTADOS, entendeu cabível levar à COMISSÃO DE LEGISLAÇÃO PARTICIPATIVA, as propostas que aponto na DENÚNCIA.

    EXEMPLO:

    GOOGLE TRADUTOR:OFCOM: 01/04/2016
    "...
    « Publicidade televisiva », qualquer forma de transmissão de anúncio, em troca de pagamento ou uma retribuição similar ou transmissão para fins de auto-promoção por um empresa privada ou pessoa singular no âmbito de uma actividade comercial, empresarial, artesanal ou profissão, a fim de promover o fornecimento de bens ou serviços, incluindo bens imóveis. direitos de propriedade e obrigações, em troca de pagamento.
    Regras
    Identificação de publicidade
    1. As empresas de radiodifusão devem assegurar que a publicidade televisiva ea televenda sejam reconhecíveis e distinguíveis do conteúdo editorial ...
    2. Tempo dedicado à publicidade televisiva ... não deve exceder 12 minutos.
    Além da regra 2:
    3. Os canais de serviço não público não devem mostrar mais do que uma média de 12 minutos de publicidade televisiva ... 9 minutos pode ser televisão propaganda.
    ..."
    GOOGLE TRADUTOR: What is Ofcom?
    "... Ofcom é o regulador de comunicações no Reino Unido. Regulamos os setores de TV, rádio e vídeo sob demanda, telefonia fixa (telefones), celulares e serviços postais, além das ondas de rádio nas quais os dispositivos sem fio operam. ..."

    ORIGINAL: OFCOM: 01/04/2016
    "...
    television advertising, means any form of announcement broadcast whether in return for payment or for similar consideration or broadcast for self-promotional purposes by a public or private undertaking or natural person in connection with a trade, business, craft or profession in order to promote the supply of goods or services, including immovable property rights and obligations, in return for payment.
    Rules
    Identification of advertising
    1. Broadcasters must ensure that television advertising and teleshopping is readily recognisable and distinguishable from editorial content ....
    2. Time devoted to television advertising ... must not exceed 12 minutes.
    Further to Rule 2:
    3. Non public service channels must show no more than an average of 12 minutes of television advertising ... 9 minutes may be television advertising.
    ..."
    ORIGINAL: What is Ofcom?
    "... Ofcom is the communications regulator in the UK. We regulate the TV, radio and video-on-demand sectors, fixed-line telecoms (phones), mobiles and postal services, plus the airwaves over which wireless devices operate. ..."

    ESTADOS UNIDOS, a legislação de RADIODIFUSÃO (TV ABERTA E RÁDIO) proibe inclusive: VOLUME DO ÁUDIO DO INTERVALO COMERCIAL, MAIOR DO QUE O VOLUME DE ÁUDIO DO CONTEÚDO. Ainda: "EXPLORAR COMERCIALMENTE CONTEÚDO JORNALÍSTICO, É UM ATAQUE AOS DIREITOS HUMANOS".

    DanAQ 20180714

    ResponderExcluir

Indentifique-se e não seja vulgar!
Obrigado..

Total de visualizações