“Meus colegas vereadores tem um comportamento machista”, dispara o vereador Gilmar Santos - Blog Petrolina em Destaque

9 de mar de 2018

“Meus colegas vereadores tem um comportamento machista”, dispara o vereador Gilmar Santos


O vereador Gilmar Santos (PT), ao fazer uso da tribuna na sessão da Câmara de Vereadores de Petrolina (PE), nesta quinta-feira (08), disse que se sente constrangido em fazer parte de uma Câmara Municipal, onde a maior parte de seus colegas vereadores demonstram um atitudes e comportamentos machistas.
Na sessão em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, o vereador do PT aproveitou a oportunidade para expressar, mais uma vez, sua insatisfação em relação a aprovação de um projeto, na Câmara, no fim do ano passado, o qual proíbe que os professores e professoras das escolas municipais abordem em sala de aula assuntos relacionados a ideologia de gênero.
Para Gilmar Santos, quando seus colegas votaram a favor desse projeto, demontraram um comportamento machista e aprovaram um projeto contra as mulheres.
“A Câmara na sua composição já expressa o machismo da própria sociedade. São 23 vereadores e apenas duas mulheres, uma licenciada. Então fica apenas uma mulher diante de 22 homens. Então há uma predominância do homem sobre os espaços de decisão. E inevitavelmente, o comportamento dos vereadores vai expressar esse machismo”, disse o vereador.
O vereador Ronaldo Silva (PSDB) reagiu as colocações de Gilmar Santos e disse que o momento não era para esse tipo de discussão no plenário. “Ele está mentindo. Nós não aprovamos nenhuma projeto contra as mulheres. Votamos um projeto contra a ideologia de gênero nas escolas e não contra as mulheres. Se ele estiver um projeto contra as mulheres que nós aprovamos nessa casa, ele apresente”, desafiou Ronaldo Silva.
Gilmar Santos retrucou. “Eu até sugiro que o vereador possa estudar mais sobre o que significa a palavra gênero. Gênero trata exatamente do feminino ou do masculino, ou seja, de como o indivíduo vai se identificar diante de suas relações, de sua vida”, explicou o vereador.
E acrescentou. “Porém, uma coisa é igualdade de gênero e a gente defender uma sociedade onde o homem, uma mulher sejam respeitados na sua dignidade, na sua igualdade. E outra coisa totalmente diferente é a ideologia de gênero. Esse projeto que foi aprovado aqui proibindo as professoras e os professores, de tratarem as questões sobre a sexualidade, a mulher, as manifestações de cada pessoa na sua identidade, ou seja, é uma postura extremamente machista. Se isso não é votar um projeto contra as mulheres, eu não mais o que é contra ou favor de alguma coisa”, disparou Gilmar Santos. Informações do Blog do Waldiney Passos 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Indentifique-se e não seja vulgar!
Obrigado..

Total de visualizações