Celpe decide enviar contas de energia por e-mail - Blog Petrolina em Destaque

23 de jul de 2018

Celpe decide enviar contas de energia por e-mail



A Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) está enviando para alguns consumidores um e-mail com um termo de adesão ao serviço de envio da fatura por e-mail, mesmo que o usuário não tenha feito a opção de receber a conta de energia através do correio eletrônico. Na mensagem, o usuário é informado de que receberá a fatura no primeiro mês de adesão por e-mail e também em papel. E, no mês seguinte, apenas através do e-mail. A mensagem diz ainda que, se o consumidor quiser mais esclarecimentos, deve procurar um dos canais de atendimento da empresa.

Por meio de nota, a Celpe confirmou o envio da mensagem, alegando que “a fatura por e-mail é um serviço que visa maior comodidade dos clientes”. A empresa informou ainda que tem promovido o cadastro de quem utiliza débito automático ou internet banking para pagamento da conta de energia. A reportagem do JC constatou que mesmo clientes que não se enquadram nestas categorias, receberam a mensagem. Quem não quiser receber a conta de luz através do correio eletrônico, e preferir continuar com a conta impressa em papel e entregue na residência, precisa comunicar esta escolha a Celpe.

CELPE

Na nota, a companhia informa ainda que, desde que foi implementado, o serviço já cadastrou cerca de 100 mil clientes, com índice de recusa inferior a 8%. “Caso não queira mais receber a fatura digital, é possível pedir o descadastramento por meio da ligação gratuita pelo número 116, nas lojas de atendimento ou pelo site www.celpe.com.br”, diz a nota. Para a gerente jurídica do Procon-PE, Danyelle Sena, implantar uma nova forma de envio da conta de energia não é problema. Mas ela estranha o fato da empresa impor a adesão do cliente ao novo sistema, informando através de e-mail de que o usuário já está cadastrado e de que precisa manifestar seu desacordo, caso prefira continuar recebendo a conta em papel. “O correto seria a Celpe informar ao consumidor sobre a existência desse serviço e consultá-lo previamente se ele quer aderir ou não”, afirma Danyelle. (JC).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Indentifique-se e não seja vulgar!
Obrigado..

Total de visualizações