Monitor da Violência: um ano depois, sete dos 11 assassinatos na região de Petrolina ainda não tiveram inquérito concluído - Blog Petrolina em Destaque

5 de set de 2018

Monitor da Violência: um ano depois, sete dos 11 assassinatos na região de Petrolina ainda não tiveram inquérito concluído



Após um ano, sete dos 11 casos de homicídios praticados na região de Petrolina, Sertão de Pernambuco, entre os dias 21 e 27 de agosto, ainda não tiveram o inquérito concluído pela Polícia Civil. Os responsáveis por essas sete mortes ainda não foram presos ou identificados. Os crimes foram registrados no levantamento feito pelo Monitor da Violência, em 2017.

“A polícia nunca entrou em contato. A família também não correu atrás porque minha irmã (mãe da vítima) ficou com sequelas emocionais. Nem trabalha mais. A polícia não deu informação. A gente não sabe de onde veio, não tem pista nenhuma”, disse a tia de uma das vítimas.

Dos quatro casos com inquéritos solucionados, o Ministério Público ofereceu denúncia em três; o outro está em fase de análise. Até o momento, ninguém foi julgado.

O Monitor da Violência é resultado de uma parceria do G1 com o Núcleo de Estudos da Violência (NEV) da USP e com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Neste projeto, estão todos os casos de homicídio, latrocínio, feminicídio, morte por intervenção policial e suicídios ocorridos de 21 a 27 de agosto de 2017 no Brasil. São 1.195 mortes registradas – uma média de uma a cada oito minutos.

Confira o andamento de cada crime
Em investigação

  • Antonio Maurício Silva do Nascimento, 35 – Assassinado no dia 27 de agosto, no bairro Nininha Lócio, em Bodocó


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Indentifique-se e não seja vulgar!
Obrigado..

Total de visualizações