Em Recife, Lucinha busca a prisão de ex-funcionário foragido - Blog Petrolina em Destaque

11 de jan de 2019

Em Recife, Lucinha busca a prisão de ex-funcionário foragido



Nesta sexta-feira (11), a mãe da menina Beatriz, Lucinha Mota está no Recife-PE acompanhando os passos da Justiça e da Polícia pelo cumprimento da prisão preventiva do ex-funcionário terceirizado da escola onde a filha dela foi morta em 2015. "Eu estou aqui pra buscar transparência no processo de pedido de prisão preventiva de Alisson, uma vez que ele é foragido. Então, eu quero saber como andam os tramites. Se a defesa (de Alisson) fez algum recurso, algum pedido e como está todo esse processo", explicou Lucinha Mota em entrevista ao Programa Nossa Voz.
Em dezembro do ano passado, o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) determinou a prisão preventiva de Alisson Henrique Carvalho. Desde o dia 19 de dezembro ele é considerado foragido. Alisson é suspeito de apagar as imagens registradas no dia do crime. 
Para a polícia, o ex-funcionário dificultou as investigações, já que as imagens do suposto assassino chegaram até a polícia com quase um ano de atraso. As imagens, que foram recuperadas por uma empresa especializada em Minas Gerais, mostram o suspeito de ter matado Beatriz andando ao redor do colégio, com uma faca na mão, e entrando na quadra onde acontecia a festa de formatura. 
Questionada sobre a ação de vandalismo nos cartazes que estampam a foto do ex-funcionário terceirizado, Lucinha disse que essa ação já está em investigação. "Isso só confirma que existe uma quadrilha agindo pra atrapalhar as investigações. Mas nós estamos inclusive investigando isso", garantiu Lucinha Mota.
Incansável na busca por justiça, Lucinha garantiu que não vai desistir de ver os culpados pagando pelo assassinato de Beatriz. "Eu vou acompanhar de perto, vou estar presente, tanto aqui em Recife quanto em outras instâncias necessárias. Nós não vamos desistir. Eu não desisto, eu sou insistente e eu não recebo 'não' como resposta", declarou a mãe de Beatriz.

 

DISQUE DENÚNCIA
Quem souber de qualquer informação que ajude a polícia para localizar Alisson Henrique deve entrar em contato através do número (81) 9.8650-1229. O sigilo é garantido. Fonte Site do Nossa Voz 

Um comentário:

  1. Tem que prender esse vagabundo fugil e porque deve.
    Tem coisa errada esse cara e mal

    ResponderExcluir

Indentifique-se e não seja vulgar!
Obrigado..

Total de visualizações