Saiba como surgiu o Bairro João de Deus a 27 anos atrás - Blog Petrolina em Destaque

18 de jul de 2014

Saiba como surgiu o Bairro João de Deus a 27 anos atrás

 

O bairro que mais parece uma cidade. e hoje dia 17 de Julho comemora o grandioso aniversário de 27 anos de surgimento dessa comunidade. Para quem não conhece a história de bravura do povo do bairro João de Deus é interessante saber dela, de como surgiu essa grande comunidade.
O bairro João de Deus surgiu da luta do povo, que em busca de moradia, antes invadiu parte do bairro Pedro Raimundo e parte do bairro José e Maria. Walter Lubarino e Geraldo Teixeira conseguiram organizar aquele povo, e logo uma comissão provisória de associação surgia na quela caminhada para reivindicar na frente da prefeitura. Liderada por Antonio, conhecido como “o Gordo”, com mais cinco moradores acompanharam uma multidão de cerca de 2.000 pessoas, e foram para frente da prefeitura. O prefeito da época era Augusto Coelho.
  Todos pediam que o prefeito resolvesse, o mais rápido possível, o problema da falta de moradia deles. Conseguiram um terreno muito grande da CODEVASF, que o liberou para a prefeitura.
Para começarem a construir as casas tiveram uma ideia que funcionava 
da  seguinte forma: Criaram um indústria cooperativa de produção de blocos. Arranjaram com alguns comerciantes, próximos, carrinhos de mão, cimento, areia, pás, colheres, enxadas e outros utensílios para o surgimento da indústria coletiva para a produção de blocos no bairro, com objetivo deles construírem suas casas, sem ter que usar papelão.
O processo era o seguinte: cada um que quisesse construir a sua casa de blocos, produziria juntamente com sua família e amigos 1.000 blocos, 700 ficariam com a Associação para a compra de materiais e 300 seriam retidos pelo morador que os produziu para aplicar na construção de sua casa. Logo, as casas de blocos iam sendo erguidas. E assim,o Bairro João de Deus foi sendo construído e hoje é o maiores bairros de Petrolina.
PARABÉNS BAIRRO JOÃO DE DEUS 27 ANOS DE HISTORIA.
 











(Historia contada por Joaquim da Kuka)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Indentifique-se e não seja vulgar!
Obrigado..

Total de visualizações