Motoristas de uber em Petrolina fazem manifesto contra abusos em projeto aprovado na Casa Plínio Amorim contra categoria - Blog Petrolina em Destaque

24 de set de 2018

Motoristas de uber em Petrolina fazem manifesto contra abusos em projeto aprovado na Casa Plínio Amorim contra categoria



O representante dos motoristas de aplicativos Rafael Ferreira participou nesta manhã (24), do Programa Bastidores da Notícia e informou que os motoristas de Uber em Petrolina organizaram uma manifestação nesta manhã. O motivo, segundo ele, é a insatisfação da categoria com a aprovação do projeto de lei de autoria do Executivo Municipal, na Câmara de Vereadores, regulamentando o serviço de aplicativos de transporte individual de passageiros com alguns pontos que prejudicam os profissionais.

“A concentração já está acontecendo e a manifestação acontecerá logo mais em frente a prefeitura de Petrolina. O aplicativo começou a ser usado na cidade no final de 2017 e tem sido alvo de críticas dos taxistas, já que para eles, alguns motoristas estão usando o Uber de maneira irregular, atuando como táxis, sem ter a regulamentação para isso”.
Uma audiência pública foi proposta pelo vereador Gilberto Melo (PR), que inclusive, fez questão de deixar claro que “não é contra o Uber e sim a favor da regulamentação”.
Rafael frisou ainda que “a nova regulamentação exige que os carros tenham no máximo 5 anos, pois querem cobrar taxas incompatíveis com a quantidade de corridas, placa obrigatória do município de Petrolina e não poder parar em vias ou órgãos públicos e locais de grande aglomeração”.

“Gilberto Melo tem uma frota de táxi, além disso, ele representa a categoria no Legislativo, a qual vinha pressionando o poder público pela regulamentação do aplicativo. O projeto de lei já foi publicado e o prefeito Miguel Coelho ficou de fazer um projeto para viabilizar os serviços. Ela foi feita sem nenhum conhecimento do motorista de aplicativo, além de ser inconstitucional em alguns pontos, talvez os serviços do Uber possa ser até desativado na cidade”, informou.
Fonte AP 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Indentifique-se e não seja vulgar!
Obrigado..

Total de visualizações