Valor do frete e pouca concorrência contribuem para Petrolina ter a gasolina mais cara de Pernambuco, diz sindicato - Blog Petrolina em Destaque

19 de set de 2018

Valor do frete e pouca concorrência contribuem para Petrolina ter a gasolina mais cara de Pernambuco, diz sindicato



O que os consumidores petrolinenses sentem no bolso, desde muito tempo, é comprovado em números. De acordo com a pesquisa semanal de preços da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), Petrolina tem a gasolina mais cara de Pernambuco.

No Estado, segundo o levantamento, o preço médio está em R$ 4,441, enquanto em Petrolina o litro da gasolina não sai por menos que R$ 5,139. Já o preço mais barato foi conferido na capital pernambucana, com o litro comercializado por R$ 4,099, podendo chegar a R$ 4,690.

O que muita gente não sabe é que o valor do frete e a pouca concorrência na cidade são os principais fatores para esse aumento. Pelo menos foi o que explicou o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo de Pernambuco (Sindicombustíveis-PE), Alfredo Ramos Pinheiro, em entrevista à Folha de Pernambuco.

“O frete para Petrolina é mais caro e deixa o combustível lá em média R$0,30 mais caro do que na capital. No Recife, embora o valor do combustível tenha aumentado após a última alta nas refinarias, assim como a própria ANP atestou, tem uma das gasolinas mais baratas do País, devido à concorrência”, comentou o sindicalista.

Fiscalização

Como este Blog mostrou no início de setembro, o Programa Municipal de Defesa do Consumidor (Prodecon) de Petrolina voltou a fiscalizar os cerca de 50 postos de combustíveis da cidade. A intenção foi verificar possíveis abusos cometidos por conta desse novo aumento no preços dos combustíveis. Mas, de acordo com o Prodecon, não foi registrado qualquer tipo de abuso por parte dos postos da cidade.

Denúncias

O Prodecon lembra que qualquer cidadão que perceba um aumento acima do normal no preço de algum produto, deve fazer reclamação junto ao órgão. A reclamação pode ser protocolada no órgão, que funciona no Centro de Convenções Senador Nilo Coelho das 8h às 12h. Para formalizar a denúncia, é preciso apresentar cópia de RG (Identidade), CPF, comprovante de residência, além de nota ou contrato relacionado ao produto ou serviço denunciado. Outras informações através do número 3861-3066.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Indentifique-se e não seja vulgar!
Obrigado..

Total de visualizações